quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Programa A Hora da Misericórdia 28/11/13, com Frei Tiago de São José. Rádio LUZ, Paraguay.



      Jesus nosso Senhor veio ao mundo não para condenar, mas para salvar os pecadores, e a misericórdia infinita de Deus nos dá oportunidade de nós nos arrependermos dos nossos pecados, e reconhecermos que somos dependentes de Deus. Como é triste a vida das pessoas que são orgulhosas, e acham que podem saber mais do que a própria palavra de Deus, e que não se dobram, não buscam o conhecimento sagrado das coisas santas, mas se baseiam na sua própria inteligência, e com isso sofrem e fazem os outros sofrer. Bem diferente é a vida do cristão, daquele que ama a Deus, que teme a Deus.

Beatus vir, qui non abiit in consilio impiorum
et in via peccatorum non stetit
et in conventu derisorum non sedit” – Psalmos 1;1


O que é o temor do Senhor? Não é ter medo, mas reverência, respeito. Considerar que Deus é o mais importante, como um servo tem temor do seu patrão, pois reconhece que depende do seu patrão e reconhece aquele que está à cima dele. Assim também devemos temer a Deus e entender a lógica de Deus na nossa vida. E temos agora a condição de estarmos mergulhados nessa oração que nos faz participantes da graça da redenção de Cristo.

Salve Maria! 

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Programa Hora da Misericórdia 26/11/13 - Rádio LUZ - Paraguay. Com Frei Tiago de São José

       
         "Tentação é justamente aquilo que o demônio nos oferece, não uma vez na vida, mas todos os dias, ele nos apresenta a tentação de nós fugirmos o compromisso que temos segundo a vocação própria de cada um. O demônio quer que a pessoa se afaste dessa graça que ela recebeu,

“Porque também nós outrora éramos insensatos, rebeldes, transviados, escravos de paixões de toda espécie, vivendo na malícia e na inveja, detestáveis, odiando-nos uns aos outros.” – Tito 3;3.

Porque onde existe o pecado, a malicia, a inveja , é como uma planta do ódio que fica ali transmitindo os efeitos desse ódio.

“ Mas um dia apareceu a bondade de Deus, nosso Salvador, e o seu amor para com os homens. E, não por causa de obras de justiça que tivéssemos praticado, mas unicamente em virtude de sua misericórdia, ele nos salvou mediante o batismo da regeneração e renovação, pelo Espírito Santo, que nos foi concedido em profusão, por meio de Cristo, nosso Salvador, para que a justificação obtida por sua graça nos torne, em esperança, herdeiros da vida eterna.” – Tito 3; 4-7


Guardemos essa Palavra, mostrando que antes você era de um jeito, e hoje é outro, a Palavra está transmitindo uma graça uma mudança na sua vida. Às vezes olhamos para pessoas que estão afastadas de Deus, estão no vício, e a gente acha que não tem jeito, mas por outro lado a Palavra de Deus nos ensina que quando nós temos o compromisso de rezar por alguém nós temos que rezar até o fim, temos que buscar esse sentido, essa busca, o objetivo de conduzir a pessoa pra Deus, pra que ela saia do Vício. Tem gente que diz que reza todo dia, mas não é de uma hora pra outra que as coisas acontecem, e NÃO adianta rezar 10 ou 15 minutos, quando a gente quer alguma coisa, a gente tem que fazer mais. É como se você quisesse encher uma caixa de água de 2000L, e cada dia você jogasse UM ÚNICO COPO DE ÁGUA, isso vai demorar muito. Então se você quer realmente que a transformação aconteça na sua vida não adianta fazer SÓ UM POUCO. Às vezes está na hora de você fazer mais, de você rezar mais, voltar-se mais para esse compromisso da oração, para esse compromisso que você tem com a SUA salvação e das pessoas que Deus te confiou em sua vida."

Por Frei Tiago de São José

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

25 de Novembro - Santa Catarina de Alexandria!

Santa Catarina nasceu em Alexandria, principal cidade do Egito antigo. Era filha do ilustre Rei Costus e de D. Sabinela, nobres descendentes diretos dos reis e governadores do país!
A pequena Catarina era dotada de uma beleza incomparável, porém destacava-se pelo seu espírito alegre e despojado.
 Desde muito cedo demonstrou uma inteligência clara e brilhante; teve como mestres os sábios de Alexandria e, tão rápidos foram seus progressos, que aos 13 anos era mestra das sete artes: eloquência, poesia, música, arquitetura, escultura, plástica e coreografia.

“... Assim implorei e a inteligência me foi dada; supliquei e o espírito da sabedoria veio a mim. Eu a preferi aos cetros e tronos, e avaliei a riqueza como um nada ao lado da sabedoria”. (Sab. 7, 7-8)
Ó bela Alexandria, és a pérola do mediterrâneo, e uma das mais belas cidades do Egito. Fostes, na antiguidade, o centro de todo o conhecimento humano, quando da criação da célebre biblioteca de Alexandria.
Fostes, também, e com grande orgulho o berço de Catarina, a tua filha mais ilustre, e que apresentou as tuas maravilhas ao mundo.

                                                   Oração que Santa Catarina recitou na hora do martírio:

“Jesus, Meu Senhor e Meu Deus, peço que seja socorrido em vós todo aquele que em momentos de aflição, invocar a lembrança de meu martírio. Livrai da morte súbita os meus devotos e concedei a eles, por toda a vida, abundância de pão e água, além da saúde. Que as doenças e as tempestades se mantenham longe de suas casas. Que as mulheres não abortem nem morram no parto. Que não haja carestia onde moram e que o orvalho do céu desça sobre suas cabeças dia e noite. Concedei que por fim, se alguém recorrer a meu nome, seja conduzido pelos anjos ao repouso eterno. Amém!”

domingo, 24 de novembro de 2013

CONVERSA COM JESUS SACRAMENTADO!!!



Muitas vezes nos colocamos diante de Jesus presente na Eucaristia e, envolvidos com nossos problemas e tribulações, não aproveitamos esses momentos preciosos diante de Deus Vivo. Padre António Maria Claret (1807 - 1870), fundador dos Claretianos, inspiradamente desenvolveu textos que nos levam a uma profunda intimidade com Deus na oração. Deve-se fazer a oração diante do Santíssimo, por um período mínimo de quinze minutos, se possível diariamente. Inicie sempre a sua Adoração procurando ouvir a Voz de Jesus dizendo-lhe: “Não é preciso, meu filho(a), saber muito para me agradar; basta amar-me fervorosamente. Fala-me, pois, de uma maneira simples, assim como falarias com o mais íntimo dos amigos…”. Tens algum pedido em favor de alguém? Menciona-me o seu nome e diz-me o que desejas que eu lhe faça. Pede muito. Não receies pedir. Conversa comigo, simples e francamente, sobre os pobres que gostarias de consolar, sobre os doentes que vês sofrer, sobre os desencaminhados que tanto desejas ver no caminho certo. Diz-me a favor deles ao menos uma palavra. E tu, não precisas de alguma graça? Diz-me abertamente que te reconheces orgulhoso, egoísta, inconstante, negligente…E pede-me, então, que Eu venha em teu auxílio nos poucos ou muitos esforços que fazes para te livrares dessas faltas. Não te envergonhes! Há muitos justos, muitos santos no céu, que tinham exatamente os mesmos defeitos. Mas pediram com humildade, e… pouco a pouco se viram livres deles. Tão pouco deixes de me pedir saúde, bem como bons resultados nos teus trabalhos, nos teus negócios ou estudos. Posso dar-te e realmente te darei tudo isso, contanto que não se oponha à tua santificação, mas antes a favoreça. Mas quero que o peças. O que necessitas precisamente hoje? Que posso fazer por ti? Ah, se soubesses quanto Eu desejo ajudar-te! Andas preocupado com algum projeto? Conta-me. O que é que te ocupa? Que pensas? Que desejas? Que posso Eu fazer por teu irmão, por tua irmã, pelos teus amigos, pela tua família, pelos teus superiores? Que gostaria tu de lhes fazer? E no que se refere a mim, não sentes o desejo de me ver glorificado? E não queres fazer um favor aos amigos que amas, mas que talvez vivam sem jamais pensar em mim? Dize-me, em que se detém hoje, de maneira especial, a tua atenção? Que desejas mais vivamente? Quais os meios que tens para alcançar? Conta-me se não consegues fazer o que desejas e Eu te indicarei as causas do insucesso. Não gostarias de conquistar os meus favores? Por acaso estás triste ou mal-humorado? Conta-me com todos os pormenores o que te entristece. Quem te feriu? Quem ofendeu o teu amor próprio? Quem te desprezou? Conta-me tudo. Então, em breve, chegarás ao ponto de me dizer que imitando-me, queres perdoar tudo e de tudo te esqueceres. Como recompensa hás de receber a minha bênção consoladora. Acaso tens medo? Sentes na tua alma melancolia e incerteza que, embora não justificadas, não deixam de ser dolorosas? Lança-te nos braços da minha amorosa Providência. Estou contigo, a teu lado. Vejo tudo, ouço tudo e, em momento algum te desamparo. Sentes frieza da parte de pessoas que antes te queriam bem e que agora, esquecidas, se afastam de ti apesar de não encontrares em ti motivo algum para isso? Roga por elas, pois se não forem obstáculo à sua santificação, Eu as trarei de volta a teu lado. Não tens alguma alegria que possas partilhar Comigo? Por que não me deixas tomar parte na tua vida com a força de um bom amigo? Conta-me o que desde ontem, desde a tua última visita, consolou e agradou teu coração. Talvez fossem surpresas agradáveis; talvez se tenham dissipado teus negros receios; talvez tenhas recebido boas noticias, uma carta, uma demonstração de carinho; talvez tenhas conseguido vencer alguma dificuldade ou sair de algum apuro. Tudo é obra minha. Dize-me simplesmente, como um filho ao seu pai: “Obrigado, meu Pai, obrigado!” E não queres prometer-me alguma coisa? Bem sabes que eu leio que está no fundo do teu coração. É fácil enganar os homens, mas a Deus não podes enganar. Fala-me, pois, com toda a sinceridade. Fizeste o propósito firme de, no futuro, não mais te expores àquela ocasião de pecado, de te privares do objeto que te seduz, de não mais leres o livro que exalta a tua imaginação, de não procurares a companhia das pessoas que perturbam a paz da tua alma? Serás novamente amável e condescendente para agradar àquela outra, a quem, por ter te ofendido, consideraste até hoje como inimiga? Ora, meu filho, volta agora às tuas ocupações habituais: ao teu trabalho, à tua família, aos teus estudos; mas não esqueça os quinze minutos desta agradável conversa que tiveste aqui, a sós comigo, no silêncio do santuário. Pratica tanto quanto possível o silêncio, a modéstia, o recolhimento, a serenidade e a caridade para com o próximo. Ama e honra minha Mãe que é também tua. E volta amanhã, com o coração mais amoroso, mais entregue a mim. No meu coração hás de encontrar, em cada dia, um amor totalmente novo, novos benefícios e novas consolações. Vem que Eu aqui te espero”. (Texto extraído do livro: “Uma visita ao Santíssimo Sacramento”)

sábado, 23 de novembro de 2013

23 DE NOVEMBRO. SANTO IRINEU, rogai por nós!

É Santo Irineu quem nos conta que, dos sucessores imediatos de Pedro na Cátedra de Roma, o terceiro se chamava de nome Clemente. Além dessa notícia, do Papa, ele também nos relata que o autor da importante carta escrita pela Igreja de Roma à de Corinto é o Papa Clemente. Foi dito que a sua carta aos coríntios é a "epifania do primado romano", enquanto este primeiro documento papal (protótipo de todas as cartas encíclicas que seriam escritas no decurso dos séculos) afirma a autoridade do sucessor de Pedro, bispo de Roma, sobre outras Igrejas de origem apostólica. A carta, escrita entre os anos de 93 e 97, enquanto estava ainda com vida o Apóstolo São João, é dirigida à Igreja de Corinto, dividida por cisma interno, porque o grupo de fiéis contestava a autoridade dos presbíteros.


O Amor de Maria.

As bênçãos do divino Menino Jesus são para aqueles que amam sua mãe.



Profecia de São Nilo



São Nilo, Eremita do século V, amigo e discípulo de São João Crisóstomo, Superior de um Mosteiro de Ancira, na Galácia(hoje Ankara -Turquia) , morreu no ano 430. Sua Profecia foi inserida na importante obra de Hagiografia: “Bibliotheca Sanctorum”, vol. IX, p. 1008.u “Depois do ano 1900, por meados do século XX, as pessoas desse tempo tornar-se-ão irreconhecíveis … Quando se aproximar o tempo da vinda do Anticristo, a inteligência dos homens será obscurecida pelas paixões carnais: a degradação e o desregramento acentuar-se-ão. O mundo, então, tornar-se-á irreconhecível. As pessoas mudarão de aparência, e será impossível distinguir os homens das mulheres, por causa do atrevimento na maneira de se vestir e na moda de seus cabelos. Essas pessoas serão desumanas e como autênticos animais selvagens, por causa das tentações do anticristo. Não se respeitará mais os pais e os mais idosos. O amor desaparecerá. E os pastores cristãos, bispos e sacerdotes, serão homens frívolos, completamente incapazes de distinguir o caminho à direita, ou à esquerda. Nesse tempo as leis morais e as tradições dos cristãos e da Igreja mudarão. As pessoas não praticarão mais a modéstia e reinará a dissipação! A mentira e a cobiça atingirão grandes proporções, e infelizes daqueles que acumularão riquezas! A luxúria, o adultério, a homossexualidade, as ações secretas e a morte serão a regra da sociedade. Nesse tempo futuro, devido o poder de tão grandes crimes e de uma tal devassidão, as pessoas serão privadas da graça do Espírito Santo, recebida no seu batismo, e nem sequer sentirão remorsos. As Igrejas serão privadas de pastores piedosos e tementes a Deus, e infelizes dos cristãos que restarem sobre a terra, nesse momento! Eles perderão completamente a sua Fé, porque não haverá quem lhes mostre a luz da verdade. Eles se afastarão do mundo, refugiando-se em lugares santos, na intenção de aliviar os seus sofrimentos espirituais, mas, em toda a parte, só encontrarão obstáculos e contrariedades. Tudo isto resultará do fato de que o Anticristo deseja ser o senhor de todas as coisas, e se tornar o mestre de todo o Universo. Ele realizará milagres e sinais inexplicáveis. Dará também a um homem sem valor uma sabedoria depravada, a fim de descobrir um modo pelo qual um homem possa ter uma conversa com outro, de um canto ao outro da terra. Nesse tempo, os homens também voarão pelos ares como os pássaros, e descerão ao seio do oceano como os peixes. E quando isso acontecer, infelizmente, essas pessoas verão as suas vidas rodeadas de conforto, sem saber, pobres almas, que tudo isso é uma fraude de Satanás. E ele, o ímpio, inflará a ciência da vaidade, a tal ponto que ela se afastará do caminho certo e conduzirá as pessoas à perda da Fé na existência de Deus, de um Deus em Três Pessoas… Então, Deus, infinitamente Bom, verá a decadência da raça humana, e abreviará os dias, por amor do pequeno número daqueles que deverão ser salvos, porque o Inimigo desejaria arrastar mesmo os eleitos à tentação, se isso fosse possível. Então a espada do castigo aparecerá de repente e derrubará o corruptor e seus servidores.” (Bibl. Sanctorum, v. IX, p. 1008).

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Em busca das virtudes!



Virtudes são os frutos necessários, que cada um de nós precisa gerar na sua jornada espiritual, para a perfeição cristã. ...toda árvore que não produzir bons frutos será cortada e lançada ao fogo" (Mateus 3,10). Isso é o que o Senhor nos diz sobre a importância desses frutos.
A primeira regra para gerar frutos é esta: "Sem mim nada podeis fazer". Ninguém pode produzir frutos, somente por esforço próprio. É Deus quem nos faz produtivos.
As virtudes não acontecem por acaso. Cada um tem que treinar por elas de forma apropriada. As virtudes são comparadas a uma escada de muitos degraus que liga a terra ao céu. Algumas das virtudes estão na parte baixa da escada, outras lá em cima. Os padres do Deserto dizem que não podemos "pular", mas devemos subir a escada das virtudes de uma maneira progressiva.
Na base da escada existem duas virtudes básicas, a obediência e a paciência. No topo da escada estão as virtudes superiores, a humildade o amor. O amor é considerado a mais alta das virtudes. Geralmente é chamado de "a virtude envolvente". Aquele que tem amor terá as outras virtudes também.
No caminho do treinamento para as virtudes, somos aconselhados a busca-las uma de cada vez. Uma vez que tivermos adquirido uma, devemos passar para o degrau seguinte.
As virtudes são cumulativas. O treinamento da aquisição de uma virtude torna mais fácil a aquisição da próxima. Por exemplo, se você treina para aquisição da obediência e da paciência, a mansidão estará ao seu alcance. E uma vez que você tiver conseguido a mansidão, você estará à porta da humildade, e assim por diante.
Para treinar é preciso ter um treinador ou orientador. Ninguém pode ser um atleta sem ter treinador.
O seu treinador é o seu confessor. Ele deve ser o responsável pelo seu programa de treinamento. 
Obediência e paciência são consideradas pré-requisitos para todas as outras virtudes. Você não pode gerar frutos em qualquer outra virtude, se não tiver atingido primeiro essas virtudes básicas. As razões que são dadas para isso é que se você não for obediente, você não irá seguir as instruções dadas pelo seu treinador! Obviamente, não haverá progresso. Da mesma forma, sem paciência você não será capaz de perseverar até que você produza frutos.
Na parábola do semeador, Nosso Senhor nos diz: "A que caiu em terra boa são os que ouvem a palavra com o coração reto e bom, retêm-na e dão fruto pela perseverança" (Lucas 8,15).
 
 (Padres do Deserto)

sábado, 9 de novembro de 2013

O amor não é amado!



O camponês perguntou: Que aconteceu,
irmão, por que estás chorando?
O Irmão respondeu:
Meu irmão,
o meu Senhor está na Cruz
e me perguntas por que choras?

Quisera ser neste momento
o maior oceano da terra,
para ter tudo isso de lágrimas.

Quisera que se abrissem
ao mesmo tempo todas
as comportas do mundo
e se soltassem
as cataratas
e os dilúvios
para me emprestarem
mais lágrimas.

Mas ainda que juntemos
todos os rios e mares,
não haverá lágrimas
suficientes para chorar
a dor e o amor
de meu Senhor crucificado.

Quisera ter as asas invencíveis
de uma águia para atravessar
as cordilheiras e gritar
sobre as cidades:

O Amor não é amado!
O Amor não é amado!

Como é que os homens podem amar
uns aos outros se não amam o Amor?


São Francisco de Assis

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Credo in unum Deo.

Cruxifíxus étiam pro nobis: sub Póntio Piláto passus, et sepúltus est. Et resurréxit tértia die, secúndum Scripturas. Et ascéndit in caelum: sedet ad déxteram Patris. Et íterum ventúrus est cum glória judicáre vivos, et mórtuos: cujus regni non erit finis.


quarta-feira, 6 de novembro de 2013

HINO SALVE MATER MISERICORDIÆ

Antigo hino carmelita, cantado no 5º modo.

Salve Mater misericordiæ, Mater Dei et Mater veniæ, Mater spei et Mater gratiae, Mater plena Sanctæ Letitiæ, O Maria!
Salve decus humani generis. Salve Virgo dignior cœteris, quæ virgines omnes transgrederis et altius sedes in superis. O Maria!
Salve félix Vírgo puérpera, Nam qui sédet in Pátris déxtera, Cælum régens, térram et æthera, Intra tua se cláusit víscera, ó María!
Te creávit, Páter ingénitus, Adamávit te Unigénitus, Fecundávit te Sánctus Spíritus, Tu és fácta tota divínitus, ó María.
Te creávit Déus mirábilem, Te respéxit ancíllam húmilem, Te quæsívit spónsam amábilem, Tíbi núnquam fécit consímilem, ó María!
Te beátam laudáre cúpiunt Ómnes jústi, sed non suffíciunt; Multas láudes de te concípiunt. Sed in íllis prórsus defíciunt, ó María.
Esto, Máter, nóstrum solátium; Nóstrum ésto, tu Vírgo, gáudium; Et nos tándem post hoc exsílium, Lætos júnge chóris cæléstium, ó María.


Salve Mãe de misericórdia, Mãe de Deus, e Mãe do perdão, Mãe da esperança e Mãe da graça, Mãe plena da Santa Alegria. Ó Maria!
Salve, glória do gênero humano. Salve Virgem mais digna que todas as outras, que superastes todas as virgens e no céu ocupas o maior assento. Ó Maria!
Salve, feliz Virgem Mãe, pois o que senta à destra do Pai, regendo o Céu, a terra e o etéreo, dentro do vosso ventre se escondeu. Ó Maria!
Criou-vos o Pai incriado, amou-vos profundamente o Unigênito, fecundou-vos o Espírito Santo, vós sois feita toda divinamente. Ó Maria!
Deus vos fez um milagre, olhou-vos como serva humilde, procurou-vos como esposa digna de ser amada, Como vós nunca fez ninguém igual. Ó Maria!
Louvar-vos como bendita desejam todos os justos, mas não são suficientes; muitos louvores de ti concebem, mas neles falham inteiramente. Ó Maria!

Seja, ó Mãe, nosso consolo, seja vós, Ó Virgem, nossa alegria; E, finalmente, depois desse exílio, alegres, nos una ao coro dos céus. Ó Maria!

Orações

CRISTÃO!
 
Lembra-te que deves hoje:
 
 
                                                          Glorificar a Deus,
                                                           Imitar a Jesus
                                                           Recomendar-te a Maria e aos Santos,
                                                           Honrar aos santos Anjos,
                                                           Salvar a alma,
                                                           Mortificar o corpo,
                                                            Expiar teus pecados,
                                                            Praticar a virtude,
                                                            Aproveitar o tempo,
                                                            Edificar o próximo,
                                                            Temer o mundo,
                                                             Vencer o demônio,
                                                              Subjugar tuas paixões,
                                                              Merecer o céu,
                                                              Meditar na eternidade,
                                                              Evitar o inferno,
                                                              Sofrer talvez a morte,
                                                              E apresentar-te a juízo.
 
Lembra-te dos teus novíssimos, e nunca pecarás.
                                                                                           (Eccl, VII, 40.)
 
                                                       Oração pelas almas do Purgatório
 
Deus de bondade e de misericórdia, tende piedade das benditas almas dos fiéis, que estão sofrendo no Purgatório; abreviai as suas penas, dai-lhes o descanso eterno e fazei nascer para elas a perpétua luz. Amém.
 
                                 Pai Nosso, Ave Maria , Glória.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

05 de Novembro - São Zacarias e Santa Isabel

Embora os nomes desses santos não estejam presentes no calendário litúrgico da Igreja, há muitos séculos a tradição cristã consagrou este dia à veneração da memória de são Zacarias e santa Isabel, pais de são João Batista. 
Encontramos a sua história narrada no magnífico evangelho de são Lucas, onde ele descreveu que havia, no tempo de Herodes, rei da Judéia, um sacerdote chamado Zacarias, da classe de Abias; a sua mulher pertencia à descendência de Aarão e se chamava Isabel. Eles viviam na aldeia de Ain-Karim e tinham parentesco com a Sagrada Família de Nazaré. 
Foram escolhidos por Deus por sua fé inabalável, pureza de coração e o grande amor que dedicavam ao próximo. Isabel, apesar de sua santidade, era estéril: uma vergonha para uma mulher hebréia, que era prestigiada somente através da maternidade. Mas foi por sua esterilidade que ela se tornou uma grande personagem feminina na historia religiosa do Povo de Deus. Juntos, foram os protagonistas dos momentos que antecederam o mais incrível advento da historia da humanidade: a encarnação de Deus entre os seres humanos. 
Estavam velhos, com idade avançada, e como não tinham filhos, julgavam essa graça impossível de ser alcançada. Foi quando o anjo do Senhor apareceu ao velho sacerdote Zacarias no templo e disse-lhe que sua mulher, Isabel, teria um filho que teria o nome de João, que significa "o Senhor faz graça". O menino seria repleto do Espírito Santo desde a gestação de sua mãe, reconduziria muitos dos filhos de Israel ao Senhor seu Deus e seria precursor do Messias. 
Zacarias, inicialmente, manteve-se incrédulo ante o anúncio celeste do nascimento de um filho pelo qual havia rezado com tanto ardor; para que pudesse crer, precisou de um sinal: ele ficou mudo até que João veio à luz do mundo. Na ocasião, sua voz voltou e ele entoou o salmo profético em que, repleto do Espírito Santo, profetizou a missão do filho. 
Enquanto isso, devido à proximidade da maternidade, Isabel recolheu-se por cinco meses, para estar em união com Deus. Os dias ela dividia em três períodos: de silêncio, oração e meditação. E foi assim que Isabel, grávida de João e inspirada pelo Espírito Santo, anunciou à Virgem Maria, sua prima, quando esta a visitou: "Bendita és tu entre as mulheres, e bendito é o fruto do teu ventre". 

Após o nascimento de João, Zacarias e Isabel recolheram-se à sombra da fama do filho, como convém aos que sabem ser o instrumento do Criador. Com humildade, alegraram-se e satisfizeram-se com a santidade da missão dada ao filho, sendo fiéis a Deus até a morte.

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

01.11 TODOS OS SANTOS

A igreja militante que ainda luta na terra, eleva hoje seus pensamentos e tributa suas homenagens à Igreja triunfante, isto é, à ditosa reunião dos bem-aventurados que, depois de haver triunfado dos inimigos da alma, das misérias desta vida, gozam da felicidade eterna.

A Igreja quer honrar também os Santos que não tenham sido comemorados durante o ano e que somente são conhecidos de Deus. A Epístola nos diz pela boca de São João que a Redenção é o sinal pelo qual os eleitos escapam dos castigos de Deus, todos mantendo-se firmes ante o trono do Cordeiro de Deus , Jesus Cristo nosso Senhor.
Recordamos as bem-aventuranças para consolo e esperança dos que lutam e sofrem neste mundo com os olhos fitos na eterna recompensa. 


01.11 TODOS OS SANTOS

" OS SANTOS NOS ENSINAM O MELHOR MODO DE AMAR A DEUS, PORQUE ELES O AMARAM COM UM AMOR HEROICO "