quinta-feira, 31 de outubro de 2013

01.11 Todos os Santos...

" POR ONDE OS SANTOS PASSAM, DEUS PASSA COM ELES" 
São João Maria Vianney.


CONFISSÃO

(Miserere Mei Deus, secundum magnam misericórdiam tuam)

            É preciso saber que a confissão deve ser boa para livrar da condenação, porque a má confissão, em lugar de aproveitar, causa ainda maior dano. Ai! Quantos são os que se condenam por não se confessarem, ou por se confessarem mal! Grande é o numero deles.(Livro Missionários filhos do Imaculado coração de Maria)
            Confessa-te, pois, cristão, mas bem, e se salvarás, que é o que mais te importa. De que te servirá ganhar o mundo inteiro, se te perdes eternamente? (Livro Missionários filhos do Imaculado coração de Maria)
            Faça uma boa confissão, examina-te com toda atenção. Procure um lugar onde ninguém venha atrapalhar-te ou distrair-te, e ali peça a Deus a graça de conhecer todos os teus pecados e ter deles uma verdadeira dor. Logo, faça o exame refletindo nos Mandamentos da Lei de Deus, da Igreja e as obrigações do próprio estado. (Livro Missionários filhos do Imaculado coração de Maria)
            Há quem diga que a Confissão é uma invenção dos padres, que devemos nos confessar somente a Deus. Mas, Jesus é claro: “..recebei o Espírito Santo. Àqueles a quem perdoardes os pecados, lhe serão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, lhe serão retidos.” (João 20; 22-23)
            Devemos receber o perdão através dos sacerdotes, que são os apóstolos “encarregados” da Missão de perdoar. Nossos sacerdotes são nossos apóstolos hoje, são os discípulos de Jesus.
            Não deixemos o inimigo nos enganar, e nos manter longe da Confissão. E sejamos verdadeiros católicos sem medo de professar a nossa fé.

Salve Maria!!!

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Meditando o Evangelho.


“Jesus atravessava cidades e povoados,
ensinando e prosseguindo o caminho para Jerusalém.
Alguém lhe perguntou:
"Senhor, é verdade que são poucos os que se salvam?"
Jesus respondeu:
"Fazei todo esforço possível
para entrar pela porta estreita.
Porque eu vos digo que muitos tentarão entrar
e não conseguirão.
Uma vez que o dono da casa se levantar e fechar a
porta, vós, do lado de fora,
começareis a bater, dizendo:
`Senhor, abre-nos a porta!"
Ele responderá: `Não sei de onde sois."
Então começareis a dizer:
`Nós comemos e bebemos diante de ti,
e tu ensinaste em nossas praças!"
Ele, porém, responderá: `Não sei de onde sois.
Afastai-vos de mim
todos vós que praticais a injustiça!" 
Ali haverá choro e ranger de dentes,
quando virdes Abraão, Isaac e Jacó,
junto com todos os profetas no Reino de Deus,
e vós, porém, sendo lançados fora.
Virão homens do oriente e do ocidente,
do norte e do sul,
e tomarão lugar à mesa no Reino de Deus.
E assim há últimos que serão primeiros,
e primeiros que serão últimos." Lucas 13; 22-30

O mundo oferece a "porta larga" onde tudo é mais fácil,e  para as pessoas a felicidade está na busca do acúmulo material. Logo, a "porta estreita" é aquela em que somente Deus é a felicidade e a riqueza maior, porém muitas vezes temos que suportar o peso da cruz.
 Muitas pessoas falam de Deus, vão a Missas, mas suas vidas são sempre marcadas pelo interesse material, as vezes até mesmo a religião se torna um meio de crescimento material para as pessoas. 
No mundo as coisas são sempre fáceis. Porém a verdadeira felicidade está para aquele que passa pela porta estreita, e passar por essa porta significa colocar Deus em primeiro lugar. Deus no centro de nossas vidas.

Salve Maria...

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Nossa Senhora de Fátima - Rogai por nós!

“Sua mensagem continua muito atual e urgente. Ela nos pede para fazermos penitência e rezarmos o Rosário. A penitência nos fortalece nas virtudes morais, dando-nos condição de superar a forte corrente de impureza que tenta arrastar o mundo inteiro. Pela impureza, o inimigo enfraquece as almas consagradas e lança outras milhares no inferno, todos os dias. A oração do Rosário neutraliza o poder das magias, feitiçarias e outras invocações satânicas que são feitas em toda parte.” (Frei Tiago de São José - "A revelação de Fátima a se cumprir")




“Deus noster veniet et non silebit:
ignis consumens est in conspectu eius,
et in circuitu eius tempestas valida.
Advocabit caelum desursum
et terram discernere populum suum:
“ Congregate mihi sanctos meos,
qui disposuerunt testamentum meum in sacrificio ”.
 Et annuntiabunt caeli iustitiam eius,
quoniam Deus iudex est.” (PSalmo 51; 3-6)

E diante a isso pedimos misericórdia dos nossos erros, pois é um momento urgente. Senhor tende piedade de nós.


Salve Maria.

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

27.10 CRISTO REI

"Naquele tempo, Pilatos perguntou a Jesus: És tu o rei dos judeus? Jesus respondeu: Dizes isso por ti mesmo, ou foram outros que to disseram de mim? Disse Pilatos: Acaso sou eu judeu? A tua nação e os sumos sacerdotes entregaram-te a mim. Que fizeste? Respondeu Jesus: O meu Reino não é deste mundo. Se o meu Reino fosse deste mundo, os meus súditos certamente teriam lutado para que eu não fosse entregue aos judeus. Mas o meu Reino não é deste mundo. Perguntou-lhe então Pilatos: És, portanto, rei? Respondeu Jesus: Sim, eu sou rei. É para dar testemunho da verdade que nasci e vim ao mundo. Todo o que é da verdade ouve a minha voz." – João 18; 33-37




"A festa de Cristo Rei é como se marcasse o fim da história, celebramos na Liturgia aquilo que deve acontecer na consumação dos tempos, até que toda história se conclua com o reinado de Cristo, por isso diz:  "Ele deve reconciliar consigo mesmo todas as criaturas, pelo preço do sangue na Cruz até restabelecer a paz entre o céu e a terra" nesse sentido observamos a dignidade que Jesus apresentou diante de Pilatos, tendo certeza que aquele julgamento seria provisório, momento em que convinha que Deus fosse humilhado perante os poderes desse mundo. Se apresentou humilhado mas ao mesmo tempo com muita dignidade, ai que Pilatos provocando e Jesus respondeu "o meu Reino não é desse mundo", então hoje ao mesmo tempo que nós suspiramos para que o Reino de Cristo se instale na terra, nós também tomamos consciência que o Reino de Cristo não é deste mundo, e isto significa que o reino de Cristo não é deste mundo mas NÃO significa que o reino de Cristo não possa acontecer neste mundo. As coisas deste mundo que estão governadas pelo seu príncipe  satanás, não cooperam para o reino de Cristo mas por outro lado o seu reino deve se estabelecer neste mundo em contraposição com o reino do demônio e por isso a Igreja coopera para o reino de Cristo. Mas ao mesmo tempo a Igreja não espera que esse reino se estabeleça na terra de uma forma material, num contexto político, mas ela espera que esse reino vá sendo introduzido na medida em que as almas são conquistadas para ele, na medida em que as pessoas deixem de ser usadas pelo reino do inferno para serem introduzidas no reino da Luz. Por isso o reino de Jesus não é um reino que vai se estabelecer através do poder, da violência, do ódio, ou força militar. Mas o reino de Jesus Cristo vai se estabelecendo na medida em que nós mesmos nos convertemos a Ele, nós damos condição Dele reinar no nosso próprio coração. Começa dentro de nós e a partir de nós ele vai expandindo para as relidades sociais.
Nós Cristãos temos que assumir a nossa situação de batizados e temos no nosso estado de vida que colaborar para a implantação do reino de Deus na Terra, mesmo que ele continue em constante tensão com os poderes deste mundo. 
Onde não Reina Cristo, reina o demônio, apostasia, pecado, violência, ódio. E assim as pessoas vivendo cada vez mais esse reinado de tristeza e de horror, um dia vão clamar pelo reino de Deus. E enquanto isso nós levantamos o estandarte, a bandeira de Cristo Rei, e não somente nos dispomos de servir de todo coração mas, dispomos de dar nossa própria vida pelo reinado de Cristo na terra!!! Sejamos hoje um sinal para que venha o reino de Cristo, e que destrua o reino da mentira, da maldade e adversidade, porque "todo aquele que é da verdade ouve a Minha voz", que sejam realmente muitos, não somente um pequeno rebanho, mas que aumente cada vez mais aqueles que desejam de verdade ouvir a voz de Deus."